domingo, 3 de janeiro de 2010

comentário da lição 01

A DEFESA DO APOSTOLADO DE PAULO
30/12/2009 - 16:50

Lição 1 - 03/01/2010
LEITURA BÍBLICA EM CLASSE - 2 Coríntios 1.12-14; 10.4,5
TEXTO ÁUREO: 2 Co 1.5 "Porque, como as aflições de CRISTO são abundantes em nós, assim também a nossa consolação sobeja por meio de CRISTO"

A AUTORIDADE APOSTÓLICA DE PAULO

1. UM APOSTOLADO CARACTERIZADO PELO SEU TESTEMUNHO

* Ele tinha consciência da sua simplicidade - 2 Co 1.12a...Porque a nossa glória é esta: o testemunho da nossa consciência, de que, com simplicidade I Co 15.9 Porque eu sou o menor dos apóstolos, que não sou digno de ser chamado apóstolo, pois que persegui a igreja de Deus.
* Ele tinha consciência da sua sinceridade - 2 Co 1.12b...e sinceridade de DEUS, não com sabedoria carnal, mas na graça de DEUS, temos vivido no mundo e maiormente convosco. I Co 2.4 A minha palavra, e a minha pregação, não consistiram em palavras persuasivas de sabedoria humana, mas em demonstração de Espírito e de poder;
* Ele tinha consciência da sua transparência - 2 Coríntios 1.13 - Porque nenhumas outras coisas vos escrevemos, senão as que já sabeis ou também reconheceis; e espero que também até ao fim as reconhecereis, 2 Co 13.10 Portanto, escrevo estas coisas estando ausente, para que, estando presente, não use de rigor, segundo o poder que o Senhor me deu para edificação, e não para destruição.

2. UM APOSTOLADO CARACTERIZADO PELA SUA SINCERIDADE

* Tinha convicção de que a graça divina operava em sua vida - 2 Co 1.14 - como também já em parte reconhecestes em nós, que somos a vossa glória, como também vós sereis a nossa no Dia do Senhor JESUS. 1 Co 15.10 Mas pela graça de Deus sou o que sou; e a sua graça para comigo não foi vã, antes trabalhei muito mais do que todos eles; todavia não eu, mas a graça de Deus, que está comigo.
* Tinha convicção de que o poder divino operava na sua vida - 2 Co 1.15 E com esta confiança quis primeiro ir ter convosco, para que tivésseis uma segunda graça; I Ts 1.5 Porque o nosso evangelho não foi a vós somente em palavras, mas também em poder, e no Espírito Santo, e em muita certeza, como bem sabeis quais fomos entre vós, por amor de vós.
* Tinha convicção de que o querer divino operava na sua vida - Co 1.17 Ora, deliberando isto, usei porventura de leviandade? Ou o que delibero, faço-o segundo a carne, para que haja comigo e sim, sim e o não, não? Fp 2.13 Porque Deus é o que opera em vós tanto o querer como o efetuar, segundo a sua boa vontade.

3. UM APOSTOLADO CARACTERIZADO PELA SUA INTEGRIDADE

* Sempre combateu as contendas humanas - 2 Co 10.4 - Porque as armas da nossa milícia não são carnais, mas, sim, poderosas em DEUS, para destruição das fortalezas; Ef 6.12 Porque não temos que lutar contra a carne e o sangue, mas, sim, contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes das trevas deste século, contra as hostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais.
* Sempre combateu as exaltações humanas - 2 Co 10.5 - destruindo os conselhos e toda a altivez que se levanta contra o conhecimento de DEUS, e levando cativo todo entendimento à obediência de CRISTO. 2 Co 11.30 Se convém gloriar-me, gloriar-me-ei no que diz respeito à minha fraqueza.
* Sempre combateu as rebeliões humanas - 2 Co 10.6 e estando prontos para vingar toda desobediência, quando for cumprida a vossa obediência. Ef 2.2 Em que noutro tempo andastes segundo o curso deste mundo, segundo o príncipe das potestades do ar, do espírito que agora opera nos filhos da desobediência.

Pastor Adilson Guilhermel

Um comentário:

niel disse...

Gostei muito do resumo, esta lição realmente está ótima para estuda-lá. Fica na paz de Deus! Abraços!